sábado, 9 de outubro de 2010

O INÍCIO


Quando eu estava na Faculdade, em plena aula de Bioquímica, me matando para entender como todos àqueles mecanismos bioquímicos fazem para que nosso corpo, nosso organismo funcione, me vi dentro de várias moléculas, sendo englobada por várias f'órmulas ... uma coisa de louco. Estava sendo literalmente fagocitada pelo Mundo da Química.
De posse de papel e caneta nas mãos, esqueci a professora, e dei vida A QUÍMICA DA VIDA.
Dias depois, entreguei a professora a minha poesia, que foi trabalhada em sala de aula. Foi muito legal!
Nessa época, eu era jovem, no auge dos 20 e poucos anos ... magra, estava morena ... Uau, uma verdadeira gata!
Os únicos estresses que vivia nessa época, eram das provas assustadoras e difíceis. Cheias de armadilhas. Ainda assim, não dava chance para permitir que a balança ficasse brigando comigo o tempo todo. A correria era tanta, que mal tinha tempo pra me permitir chegar a um peso exorbitante.
É ... o verão tá chegando, as férias também ... e nada mehor do que um ponta pé para re(encontrar-se) através dos estudos da bioquímica, da QUÍMICA DA VIDA, e me re(educar).
Inicialmente, revendo as aulas do passado, para re(aprender) a  viver dias melhores e menos dramático nessa briga constante com a balança, resolvi colocar no Blog Sintomas da Balança, como entender um pouco os processos metabólicos que nos fazem engordar, e mostrar como a Química está presente em tudo e todos os detalhes das nossas vidas.
Alguém algum dia já ouviu falar num hormônio chamado GRELINA? (não vamos pensar em besteira - hehehehe...). Pois é ... Esse hormônio é produzido no estômago, mas, também pelas células épsilon do pâncreas e do hipotálamo, e quando estamos com àquela fome retada e o estômago tá vazio, gritando, hurrando... nos deixando loucas, esse hormônio atua rapidinho no cérebro dando a sensação de fome. Minha amiga ... é aí que se encontra o perigo. A primeira olhada na geladeira, avistamos àquele pudim delicioso dizendo: me devora, me devora, me devora ... ou então aquele bolo de chocolate te seduzindo, pedindo pra que você cometa o maior dos pecados biblicos: O PECADO DA GULA. Que sensação de prazer!!! Que delícia!!! Agradeça essa sensação a dona ENDORFINA (um neurotransmissor, uma substância química utilizada pelos neurônios na comunicação do sistema nervoso). Um dos principais efeitos da endorfina são: melhoram a memória, melhoram o estado de espírito (bom humor), tem efeito antienvelhecimento, pois removem os radicais livres, aliviam as dores, etc..).  Vamos depois chorar as pitangas enfrentando a danada da balança. Sempre ela: a balança.
Olha que fantástico, bioquimicamente falando, como ocorre o mecanismo de ação da grelina:



* GH = hormônio do crescimento

O primeiro a sofrer com o aumento de peso é o sistema cardiovascular. Seguido do sistema metabólico.
É por isso que partindo dessa re(lembrança) do que foi aprendido no passado, cheguei até aqui para criar coragem e ter estímulo, para enfrentar com seriedade a balança e não ser mais uma nas estatísticas.
Segundo estudos, a grelina está envolvida diretamente na regulação do balanço energético. Ou seja, quanto mais tempo passamos de estômago vazio, mais grelina será produzida, mais fome sentiremos, isso porque os níveis circulantes desse hormônio estarão aumentados, principalmente durante o jejum prolongado.

2 comentários: